A região abdominal é uma zona do corpo humano muito afetada pela flacidez. Este problema é frequente tanto em homens como em mulheres. No entanto, a flacidez abdominal não é irreversível e existem soluções para a combater. 

Quais as razões da flacidez abdominal?

 

A flacidez abdominal ou barriga flácida é algo que pode surgir no corpo humano devido a vários fatores, não estando exclusivamente ligada a pessoas com excesso de peso. Quem está dentro do seu peso ideal também pode sofrer de flacidez abdominal.  

Esta é caraterizada pela falta de fibras que sustentam a pele, como o colagénio e a elastina.  

No caso da flacidez na zona abdominal, a mesma pode ser classificada como: 

 

  • Flacidez muscular: 

A flacidez muscular é causada pela falta de hábitos saudáveis. É provocada essencialmente pelos maus hábitos alimentares e sedentarismo.  

Relativamente à flacidez muscular na zona abdominal, esta deve-se à redução dos índices de massa magra no corpo do indivíduo.  

É uma flacidez mais profunda e, consequentemente, mais difícil de ser tratada.  

 

Outras das principais causas da flacidez muscular são o aumento e redução de peso de forma muito rápida e a diástase abdominalAs oscilações de peso fazem com que a pele se estique, para se adaptar ao novo formato do corpo, resultando na perda de firmeza da mesmaJá a diástase abdominal está relacionada com o afastamento dos músculos nesta zona. Este afastamento, bastante comum durante a gravidez, é uma das principais causas da flacidez abdominal e de desconforto lombar após o parto. 

Outra das causas pode estar relacionada com o fator idade, uma vez que a produção de colagénio e tónus muscular tendem a diminuir gradualmente a partir dos 30 anos.  

 

  • Flacidez dérmica: 

A flacidez dérmica é causada por diversos fatores. Estes podem ser ambientais, biológicos, hormonais ou genéticos. No caso da barriga, a flacidez dérmica é mais superficial que a flacidez muscular.  

 

A flacidez dérmica é provocada por alterações hormonais, como por exemplo a gravidez. No entanto, outras alterações neste âmbito também podem causar alguma flacidez. Outro fator relacionado com a flacidez dérmica é o envelhecimento precoce, em que se dá uma perda da elasticidade natural da pele, o que leva à consequente perda de tonificação dos músculos. Esta perda de tonificação deixa a pele mais mole e marcada.  

 

Abdominoplastia

 

Existem vários tratamentos que podem ajudar a tratar a flacidez na barriga. 

reeducação alimentar ou o treino adequado à situação são algumas delas. No entanto, existem alturas em que a única solução passa pela realização de uma cirurgia plástica, mais propriamente a abdominoplastia.  

  

A abdominoplastia é um tratamento cirúrgico cujo objetivo é remover o excesso de pele e gordura que se encontram entre o umbigo e a púbis. Na maioria dos casos, durante a cirurgia é efetuada uma restauração dos músculos enfraquecidos ou separados. Este procedimento permite criar um perfil abdominal mais suave e tonificado.  

 

Porém, nem todos os casos são iguais, e como tal, a abdominoplastia adapta-se à situação e objetivos de cada paciente.  

 

Abdominoplastia completa 

 

Este procedimento é apropriado para os pacientes que apresentam flacidez da pele ou excesso de gordura, que resultou na separação dos músculos. Nestes casos, a abdominoplastia completa é o tratamento mais comum.  

Durante esta cirurgia é retirado o excesso de pele e gorduradesde o umbigo até à púbis, e os músculos acima e abaixo do umbigo são apertados.  

No entanto, importa ter em consideração que este é um dos tipos de abdominoplastia que não são aconselhados a mulheres que ainda estão a pensar em engravidar.

Mini abdominoplastia

A mini abdominoplastia é um tratamento cirúrgico adequado a pacientes com um ligeiro excesso de pele. Nesta cirurgia é retirada pele e gordura presentes na parte inferior da barriga, deixando uma cicatriz horizontal pequena acima da zona pubiana. Em alguns casos, os músculos abaixo do umbigo também são apertados, dependendo da necessidade.

Abdominoplastia endoscópica assistida

Este é um procedimento que tem como objetivo atuar apenas no reforço dos músculos da região abdominal. Na abdominoplastia endoscópica assistida não está prevista a remoção de gordura localizada nem de excesso de pele flácida.

Dermolipectomia

dermolipectomia é um procedimento cirúrgico semelhante à mini abdominoplastia, mas que atua apenas na eliminação de pele flácida (e pouca gordura). Pode ser o tratamento indicado para pessoas magras, mas que perderam a elasticidade da pele na região do abdómen.

Lipoaspiração 

 

Embora seja um procedimento diferente, lipoaspiração pode ser realizada simultaneamente com a abdominoplastia.  

Todavia, existem certos casos onde a lipoaspiração pode ser recomendada sem que para isso seja necessário recorrer a uma cirurgia. Estasituações são mais comuns em pacientes mais novosem que o seu principal problema é o excesso de gordura localizada.  

Ainda assim, apesar de poder ser realizada individualmente, a lipoaspiração terá sempre mais resultado se realizada em simultâneo com a abdominoplastia.  

 

Os resultados obtidos através de uma abdominoplastia são considerados permanentes. Contudo, é importante manter um estilo de vida propício a poucas oscilações de peso. Por exemplo, mulheres que pretendem engravidar ou até mesmo pessoas que planeiem realizar uma dieta, são desaconselhadas a realizar este tipo de cirurgia.